Acordei com Saudade…

Acordei assim… com saudades do seu cheiro e do seu toque. Sinto você nas extremidades dos meus desejos, enclausurados na promiscuidade da minha linguagem mais sacana e vil, e em toda a obscenidade possível que vislumbro no contorno do seu corpo quente e cheio de possibilidades…

Entrego minha melhor parte para seu deleite, para que faça comigo o que julgar melhor. Entendo que você não é responsável pelo meu prazer, mas que organiza meus orgasmos com maestria e louvor; você faz com que meus pecados pareçam pequenos diante da maravilha que é suar com seu corpo, melado de desejos e extasiado de gozo puro e simples.

Quero ter a mesma sensação vazia de quando terminamos a nossa composição, aquela em que entregamos mais do que queríamos, em doses genuínas de prazer e tesão, dentro do tempo em que nos é permitido viver intensamente esse orgasmo, na versão mais profunda possível…