Pelas Dobras

Toco em sua pele suave e acompanho a delícia que é, te ver contorcer de prazer e agonia, em doses palatáveis de desejo e gozo.

Puritana

Não venha me dizer que você me acha vulgar, afinal você adora meus movimentos, meu olhar, meu corpo e meu gingado…

Pela Luz dos Olhos Teus…

Pela luz dos olhos teus encontro refletida a vontade de abraçar seu corpo e entregar um pouco de mim…

Antes de Você Chegar

Antes de você chegar, eram meus dedos que me lembravam do prazer intenso que você me traria…

Seu Corpo

Sento-me confortavelmente para admirar o espetáculo que é, seu corpo melado de suor e desenhado de desejo por todos os cantos…

Não Diga Nada…

Não diga nada, apenas escute meus gemidos, sussurrados em doses promíscuas de prazer e pecado…

Naquela Tarde…

Naquela tarde, você me deu um pouco do seu corpo, com toda a suavidade da sua pele e o calor que saía dela…

Seu Rabo

“Perco-me nos contornos indecentes do seu majestoso rabo e faço-me escravo dos seus caprichos …”